Escritora  Helena  Borges

Textos



PALAVRAS DE AMOR


Noite fria de solidão,
Ao cupido faço uma confissão e pergunto...
No amanhecer, se você irá se aproximar?
Na madrugada,  se essa dúvida irá continuar...


Coração frágil...vulnerável
Com as lembranças do passado
Desejo intenso de estar ao seu lado
Mas, parece algo inalcansável;



Me faz dia a dia mais carente...
Porque você se faz ausente
Tão distante, tão indiferente...
Nem imagina o que esse coração apaixonado sente;


Me mostra um arco íris na tempestade
Mesmo quando diz muitas verdades...
Me transmite tanta energia positiva
Traz de volta, esperanças perdidas;


Mas a despedida resolveu separar eu e você
Como a noite e o amanhecer
Palavras de amor, sem rumo...
Não sabem o que dizer...


Ainda guardo,
Esse sentimento no olhar...
Ele não quer ir embora, me deixar
É imenso e infinito como o mar;


Espero todos os dias,
Essa situação mudar...
Acredito que ainda há uma chance,
Desse sonho, algum dia se realizar.





 
HELENA BORGES
Enviado por HELENA BORGES em 14/04/2015
Alterado em 07/10/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras